Olhar Clássico: marcos na história do cinema

Para relembrar as origens e as narrativas clássicas, a mostra Olhares Clássicos seleciona filmes de grande importância para a indústria cinematográfica, produzidos em épocas e olhares diversificados. Na edição de 2019, serão exibidos desde filmes com fama irrefutável, como Cantando na Chuva e Memórias do Cárcere, a obras como Filhas do Pó, que não receberam tanto reconhecimento em sua época de produção, mas que passaram a ter importância para como retrato históricos e de contexto social.





Dos 13 filmes que serão exibidos, trouxemos uma breve sinopse de dois a fim de contextualizar a importância que tiveram. Confira:


Cantando na Chuva - 1952, 103min

Inserido no contexto da transição do cinema mudo para o cinema falado nos anos 20 em Hollywood, Cantando na Chuva é visto como um dos marcos do cinema mundial, sendo até mesmo utilizado como referência em diversas obras póstumas à sua produção, como é possível ver em Laranja Mecânica, e até mesmo em produções fora do contexto de cinema, como por exemplo no desenho animado Os Simpsons e na série de Glee. Seu roteiro foi escrito somente após a escolha de todas as canções que fariam parte da produção. Além de ocupar a posição número um na lista de 25 Maiores Musicais Americanos de todos os tempos, também tem o quinto lugar na lista de Maiores Filmes Americanos, ambas idealizadas pelo AFI (American Film Institute).



Filhas do Pó - 1991, 112min



Filhas do Pó recebe o título de primeiro filme de uma cineasta negra a ser distribuído pelos Estados Unidos. É um filme que passou despercebido até ser resgatado e incluído na Biblioteca do Congresso Nacional norte-americano. A história do filme retrata a cultura Gullah, observando como as raízes africanas foram mantidas por estas comunidades na América. É citado como referência para vídeos contemporâneos como ‘’Lemonade’’, da cantora Beyoncé.


Para conferir outras sinopses e informações sobre os filmes da mostra, acesse o site ou baixe o aplicativo do festival.


Texto por Clarissa Casagrande

100 visualizações

Este site foi criado em 2017 pelo curso de Bacharelado em Jornalismo do Centro Universitário Internacional.

A reprodução integral ou de parte do conteúdo é permitida desde que citada a fonte, incluindo o nome do autor e do site.

Política de privacidade