top of page

Prêmio Uninter de Comunicação divulga vencedores da 2ª edição


Promovido pelos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda da Uninter, o 2º Prêmio Uninter de Comunicação destaca os melhores trabalhos acadêmicos realizados em 2020. A premiação é uma seletiva para participação no Expocom, considerado o maior prêmio nacional de trabalhos acadêmicos em comunicação do Brasil. A lista de vencedores do curso de Jornalismo foi divulgada no dia 10.mai.2021. No total, foram 25 trabalhos inscritos em diferentes categorias.

Os vencedores em cada categoria, além de receberem a certificação, serão indicados para participar do prêmio Expocom 2021. As inscrições para o evento se encerram no dia 19 de maio.


O Expocom é uma iniciativa da Intercom (Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação), instituição sem fins lucrativos que tem como objetivo incentivar a troca de saberes entre pesquisadores e profissionais da área de comunicação. A entidade estimula o fomento da produção científica de alunos e recém-graduados, oferecendo prêmios como forma de reconhecimento.

Para a aluna Poliana Almeida (foto), o prêmio é uma oportunidade para que os alunos possam debater seus projetos em nível regional e, mais tarde, em nível nacional. A estudante é representante na categoria “Projeto de Extensão (avulso)”, do telejornal laboratório TEJU. “Me sinto honrada em poder ser a representante do telejornal da Uninter, o Teju, no Expocom este ano. A produção remota da edição ganhadora foi um desafio para toda a equipe, mas valeu a pena. Estou torcendo para que consigamos uma boa colocação na disputa regional”, diz a estudante.


A egressa Miriele Aparecida de Lima diz que a premiação da Uninter é importante para o reconhecimento de trabalhos de alunos e que a possibilidade de participação no Expocom é um incentivo a mais. A jovem está indicada na categoria “documentário jornalístico e grande-reportagem em áudio e rádio”, com o trabalho de conclusão de curso (TCC) “Jovens empreendedores: audiodocumentário”.


“Eu sempre admirei muito o prêmio Expocom e sempre quis participar. Realmente o Expocom para mim é um sonho, e continua sendo um sonho, agora que recebi a indicação. Eu fiquei praticamente um ano trabalhando nessa produção. Eu amo rádio, então esse TCC é muito importante para mim, faz parte da minha história. Estou feliz em levar ele para o Expocom e poder mostrar um pouquinho do meu trabalho”, comenta a recém-formada.


Outro trabalho de conclusão de curso premiado é da egressa Ivone de Assis Souza, indicada na categoria livro-reportagem com o trabalho “Não me Esqueça: um livro-reportagem sobre o Alzheimer”. Para ela, o sentimento é de dever cumprido. “O livro não foi só um trabalho feito para conclusão do curso, mas sim um projeto planejado e executado para levar informação de qualidade para as pessoas, e, é claro, também foi produzido com muito empenho e dedicação. E eu vejo o prêmio como resultado de todo o esforço. Esse prêmio também é do professor Mauri König, que foi meu orientador e me ajudou muito durante todo o processo. O professor foi fundamental para que o trabalho atingisse o nível de qualidade em que ficou. Eu espero que os calouros e atuais estudantes se inspirem e inscrevam os seus trabalhos nas próximas edições”, salienta Ivone.


O primeiro TCC realizado na modalidade EAD da Uninter também marca presença na premiação. O videodocumentário sobre o papel do radiojornalismo na Revolta dos Posseiros, que aconteceu em 1957 no sudoeste paranaense, está indicado na categoria “documentário jornalístico e grande-reportagem em vídeo e televisão”.


O autor do trabalho, Valdecir Bressani, conta que o reconhecimento do prêmio enaltece todo o trabalho de pesquisa em compreender a função do rádio como meio de comunicação popular. O egresso destaca que foi um desafio finalizar o trabalho em meio às limitações impostas pela pandemia, mas que todo o esforço valeu a pena.


“O rádio, durante a Revolta dos Colonos de 1957, exerceu um papel fundamental como mediador de conflitos e ainda hoje carrega a responsabilidade de servir à comunidade diante de seus anseios e necessidades. Espero poder dar minha contribuição para que a Expocom continue sendo espaço de valorização da produção acadêmica e valorização da comunicação dos estudantes”, ressalta o recém-graduado.


Os vencedores do Prêmio:

Agência Jr. de Jornalismo (conjunto/ série)

Mediação – Agência Experimental de Jornalismo – Aluna líder: Amanda Zanluca – 1º lugar.

Jornal-laboratório (conjunto ou série)

Jornal Laboratório Marco Zero – Aluna líder: Jaqueline Correia Deina – 1º lugar.

Produção laboratorial em audiojornalismo e radiojornalismo (avulso/ conjunto ou série)

Radiojornal Laboratório Uninter Informa – Aluno líder: Eduardo Igor Teixeira – 1º lugar.

Produção em Jornalismo digital (avulso/ conjunto ou série)

Solitárias, não sozinhas: uma reportagem multimídia sobre a solidão materna – Victória Renée Kalckmann Prunzel – 1º lugar.

Acidentes fatais envolvendo crianças registram queda por 3 anos consecutivos – Milene Martins – 2º lugar.

Programador: uma profissão do século 21 – Kethlyn Talissa Tavares Silva Saibert – 3º lugar.

Reportagem em Áudio/Radiojornalismo (avulso)

Economia em Época de Corona – Paulo Pessôa de Andrade Neto – 1º lugar.

Livro-reportagem (avulso)

Não me Esqueça: um livro-reportagem sobre o Alzheimer – Ivone de Assis Souza – 1º lugar.

Produção em Fotojornalismo (avulso/conjunto e série)

Pescadores da Ilha de Santa Catarina: Um registro fotodocumental – Anderson José da Costa Coelho – 1º lugar.

Curitiba em restrição – Kethlyn Talissa Tavares Silva Saibert – 2º lugar.

Produção Jornalismo Opinião (avulso)

Polarização na América Latina chega às eleições municipais brasileiras – Milene Martins – 1º lugar

Documentário jornalístico e grande-reportagem em áudio e rádio (avulso/conjunto ou série)

Jovens empreendedores: áudio-documentário – Miriele Aparecida de Lima – 1º lugar.

Documentário jornalístico e grande-reportagem em vídeo e televisão (avulso/conjunto ou série)

Radiojornalismo na Revolta de 1957 – Valdecir Bressani – 1º lugar.

Revista customizada (avulso)

PBL – Revista ARTeen Tamires – Stefanie Ribeiro Raymundo – 1º lugar.

Projeto de extensão (avulso)

Teju Especial Covid-19 – os desafios da produção jornalística laboratorial em trabalho remoto na cobertura da pandemia do novo Coronavírus – Poliana Steffany de Almeida (foto) – 1º lugar.

Programa laboratorial de áudio (avulso ou seriado)

Nosso Rock, o local da cena underground – Ághata Camily da Silva – 1º lugar.

Umbandacast: podcast sobre a história da Umbanda e sua cultura em Curitiba – Gabriel Mafra de Oliveira – 2º lugar.

Série de podcasts “Viver Bem Universitário”: O desafio dos universitários de Curitiba para manter o equilíbrio entre saúde e rotinas de estudo – Alexandre Almeida do Nascimento – 3º lugar.


Autor: Kethlyn Saibert - Estagiária de Jornalismo

Edição: Mauri König

Revisão Textual: Jeferson Ferro

54 visualizações

留言


bottom of page