Plínio Bortolotti: "A liberdade de expressão deve ser a mais elástica possível"


Plínio Bortolotti, repórter do jornal O Povo, foi o convidado do programa Contra-Informação desta quarta-feira (08). O tema do debate conduzido pelos jornalistas Guilherme Carvalho e Mauri Konig foi a "Liberdade de Expressão: um bem público".

O jornalista, que já foi por três mandadados o ombusdman do jornal O Povo, atualmente tem escrito artigos em sua coluna a respeito da liberdade de expressão em que esclarece que a mesma deve ser a mais elástica possível. "Bom eu acho que a gente tem que defender a liberdade de opinião principalmente de quem a gente não concorda. Essa que é a grande questão. Porque é muito fácil de você defender a liberdade de expressão para aquelas pessoas com as quais você concorda. Agora, é dificil você defender a liberdade de expressão quando a pessoa escreve alguma coisa da qual você discorda", comenta ele.

Para Bortolotti, a censura é uma realidade no Brasil. "Começa censurando aquilo que eu não gosto. Daqui a pouco está censurando o que o outro não gosta, fulano não gosta, que se sentiu ofendido. Ou seja, ela tende a se generalizar. Então esse é o grande perigo", esclarece Bortolotti.

O jornalista também destacou em sua fala que sempre houve criticas a imprensa vindas por parte do governo, mas que com a atual liderança passaram a ser ataques. "O objetivo da imprensa deve ser incomodar o poder, seja poder político, econômico ou o poder religioso. Então, todo mundo que detém algum tipo de poder se incomoda com a imprensa. Isso é normal, é do jogo. Então, todos criticaram, Fernando Henrique, Lula, Dilma, Collor, enfim. Mas eram criticas que estavam dentro dos parametros democráticos. Agora o que o Bolsonaro passou a fazer foi atacar violentamente a imprensa e ameaçar. É diferente, teve uma mudança, não foi nem de patamar", comenta.

O programa Contra-Informação é exibido às quarta-feiras, 13h30, pelo canal Jornalismo Uninter no Youtube. Confira a última edição na íntegra:

Foto: Reprodução Youtube

11 visualizações

Este site foi criado em 2017 pelo curso de Bacharelado em Jornalismo do Centro Universitário Internacional.

A reprodução integral ou de parte do conteúdo é permitida desde que citada a fonte, incluindo o nome do autor e do site.

Política de privacidade