João Figueira debate os desafios do jornalismo regional português em aula inaugural na Uninter

O professor da Universidade de Coimbra, em Portugal, João Figueira, proferiu uma palestra na aula inaugural do curso de Jornalismo da Uninter, na última quinta-feira (12/09). O tema do debate realizado no auditório do campus Tiradentes foi "Jornalismo regional: dilemas e desafios contemporâneos em Portugal". Professores e estudantes acompanharam o evento. Da mesma maneira, alunos do curso da modalidade a distância também puderam participar por meio de uma transmissão ao vivo por streaming.

Durante sua fala, Figueira ressaltou que a noção de jornalismo regional ou local permite perceber que há uma desconstrução da centralidade da notícia. Segundo ele, é preciso olhar para o jornalismo por um cenário global, para entendermos como o jornalismo regional se manifesta. "O jornalismo regional é mais humano, mais social. Justamente por essa dimensão de proximidade. O público não é um mero receptor passivo da informação. Ele pode ser um coprodutor da informação”, diz.

Um dos desafios atuais do "jornalismo de proximidade", seria, segundo o professor, apresentar para o público local aspectos que digam respeito à realidade local. “Essa ideia que faz parte do conceito da globalização, tem alguns problemas e limitações. E nos fazem refletir que é muito mais fácil sabermos o que acontece longe, do que acontece perto da gente", aponta. Ele também completou: "Se nós entendermos que o jornalismo se desenvolveu paralelamente à democracia, por extensão nós entenderemos que o jornalismo local será um órgão, pilar, fundamental para a melhora democrática das regiões, das cidades, onde ela está inserida.”

A estudante de jornalismo, Ana Paula de Oliveira, 39 anos, conta que assistir a palestra foi extremamente gratificante. "Fiquei encantada com a palestra, com tudo o que foi dito. Todos os pontos ditos pelo professor, foram interessantes. Principalmente porque a mensagem fez muito sentido. Veio de encontro com o meu pensamento e com algumas leituras que tenho feito atualmente", conta ela.

Além do interesse pelo assunto, a aluna sente uma maior proximidade com o jornalismo local, especialmente o de Portugal, por já ter morado no país. Oliveira, que viveu por 10 anos na cidade de Caiscais, em Lisboa, acredita que sem os meios de comunicação regionais, as comunidades da região seriam pouco abordadas. "É um assunto que merece atenção, que precisa ganhar força no campo jornalístico. Assuntos da regionalidade só passam a ter visibilidade muitas vezes em tragédias. Mesmo ao lidar com questões nacionais, falta um foco local. Se aprofundar sobre temas regionais não é se limitar a um enquadramento de rotinas locais, mas intensificar a discussão dos acontecimentos, o nosso olhar, nossa responsabilidade para a comunidade na qual estamos inseridos", completa.

Após a palestra de Figueira, os estudantes e professores que acompanharam o evento, puderam debater sobre o assunto, expressando sua opinião e fazendo perguntas ao professor português.

33 visualizações

Este site foi criado em 2017 pelo curso de Bacharelado em Jornalismo do Centro Universitário Internacional.

A reprodução integral ou de parte do conteúdo é permitida desde que citada a fonte, incluindo o nome do autor e do site.

Política de privacidade