Vida de canhoto

(Crédito: Larissa de Oliveira)

Eu escrevo com a mão errada. E sempre foi assim. Ainda na creche eu usava a mão esquerda para tudo. Meus pais são destros e a chance de terem um filho canhoto beira os 2%. E aconteceu. Mas tive a sã felicidade de nascer numa época em que pessoas como eu não são mais mortas na fogueira por isso. O que não significa que a minha vida ficou mais fácil.

Tudo já começa de manhã. Se acordo de mau humor, alguém já me pergunta: “levantou com o pé esquerdo, foi?”. E ao longo do dia vem alguém me questionar se não vou “fazer nada direito”. Ou aquelas piadas de mau gosto que todo canhoto já ouviu na vida, do tipo “é fácil ser canhoto, o difícil é ser direito”, ou “dá para algum canhoto estudar Direito?”. Eu poderia suportar muito bem essas coisas, se o mundo estivesse preparado para pessoas como eu. Mas ele não está.

E isso vai muito além de tesouras e abridores de lata. Um dos meus grandes medos de infância era escrever no quadro em sala de aula. Havia grande chance de eu apagar tudo com o canto da mão. Isso sem falar que cumprimentar alguém com a mão esquerda é sinal de má educação. Por etiqueta, os garçons não colocam nada nas mesas pelo lado esquerdo.

Existem ainda bancos, lotéricas e bibliotecas que têm aquelas canetas amarradas a uma correntinha. Adivinhem de qual lado que a caneta é amarrada? É necessário fazer verdadeiros contorcionismos para conseguir escrever. Há também as canecas com desenhos que, para nós, canhotos, se não forem feitas sob encomenda ou compradas em algum site, o desenho ficará virado para a gente, o que lhes tira totalmente a graça. Talvez seja por coisas assim que nós, canhotos, costumamos ter grande habilidade manual. Para piorar, existem estatísticas mostrando que canhotos vivem em média nove anos a menos que os destros - o que, sinceramente, acho que é balela.

Um verdadeiro canhoto costuma citar uma lista enorme de celebridades que também o são ou foram, na tentativa de mostrar que servimos para alguma coisa. Pois bem, aí vai a minha: Charles Chaplin, Leonardo Da Vinci, Machado de Assis, Ludwig van Beethoven, Pablo Picasso, Angelina Jolie, Barack Obama, Julia Roberts, Lady Gaga, Bruce Willis. É uma lista de dar inveja. É claro que ninguém se lembra de Adolf Hitler e Georg W. Bush. Até que se prove o contrário, Donald Trump é destro, destríssimo!

Não existe nenhuma evidência de que o próprio Jesus Cristo não fosse canhoto. É até provável que o fosse, se realmente está à direita do Pai. Cheguei a uma descoberta que, afinal, me tranquilizou: se Deus escreve certo por linhas tortas, não é difícil imaginar qual é a mão que ele usa para escrever.

Texto editado por: Sionelly Leite e Larissa de Oliveira.

Professor-orientador: Jeferson Ferro.

Este site foi criado em 2017 pelo curso de Bacharelado em Jornalismo do Centro Universitário Internacional.

A reprodução integral ou de parte do conteúdo é permitida desde que citada a fonte, incluindo o nome do autor e do site.

Política de privacidade