Um resgate do folclore brasileiro na "Cidade Invisível"

Atualizado: Mai 7


Estava eu nas minhas seções noturnas de Netflix, zapeando para ver o que encontrava para assistir, e vejo um título curioso: "Cidade Invisível". Dou uma lida na sinopse para entender a ideia, e eis a surpresa de ver que se tratava de uma obra que traz os personagens do folclore brasileiro para os nossos dias, vivendo no bairro da Lapa, no Rio de Janeiro.


Imediatamente me vieram as lembranças de infância, quando assistia a primeira versão do "Sítio do Pica Pau Amarelo", que foi produzida entre 1977 e 1986. Aquele mundo mágico, com personagens que viviam na floresta, nas águas, encantaram a mim e a toda uma geração que, na sua maioria, teve nessa produção, o primeiro contato com o universo do escritor Monteiro Lobato e com o nossa cultura popular.


O folclore brasileiro é cercado de personagens riquíssimos, vindos de tradições orais europeias que se mesclam com lendas e fábulas nativas, se desenvolvendo de diversas formas dependendo da região do país. Preciso confessar que me emocionei ao reencontrar figuras do nosso folclore, como o Saci Pererê, a sereia Iara, Curupira, Cuca e o Boto-cor-de-rosa. Todos eles vivendo entre nós, como meros mortais. A produção da Netflix foi muito inteligente ao trazer o folclore brasileiro com uma roupagem contemporânea, o que permite um dialogo com a nova geração, tão bombardeada por produções estrangeiras, em uma competição muitas vezes injusta.


Com Carlos Saldanha assinando a produção, "Cidade Invisível" possui uma bela fotografia, trazendo a belíssima paisagem do Rio de Janeiro, que serve como cenário para a trama. Nos 7 episódios da primeira temporada, vemos o personagem Eric (Marco Pigosso), um policial ambiental, investigar a morte de sua esposa, e que acaba por descobrir no meio do caminho que as divindades do folclore brasileiro estão vivendo entre nós.


Assistir essa produção me fez refletir nos riscos para um povo quando, mesmo que lentamente, abandona suas tradições, sua mitologia, seu folclore, substituindo estes por tradições importadas, vindas por formas variadas e se tornando naturalizadas com o tempo. Diversas culturas viveram esse processo, isso não é novidade, mas é preciso ficar atento, e não perder totalmente os próprios valores, a própria cultura de vista.


Ao criar uma trama policial mesclada com os personagens do nosso folclore, presentes de uma forma humanizada e contemporânea, "Cidade Invisível" tem tudo para se tornar uma produção nacional de grande sucesso no streaming.


Na minha próxima ida ao Rio de Janeiro, vou dar uma volta pela Lapa para ver se me esbarro com um deles!


Foto: promocional


41 visualizações