Mediação fecha 2020 com mais de 6 mil visualizações

Portal publicou conteúdos de 14 projetos diferentes de vários estudantes de jornalismo do Brasil

A Mediação, agência experimental do curso de Jornalismo da Uninter, fechou o ano de 2020 com 170 posts. Já o site da agência teve 6,6 mil visualizações. No site e redes sociais são publicados diariamente produções laboratoriais e de projetos de extensão desenvolvidos pelos estudante. Essas produções variam entre audiovisuais, notícias, entrevistas, reportagens, documentários, artigos de opinião, vídeos, áudios, entre outros.


Durante todo o ano, o portal divulgou diversas lives, desde de temas como os desafios do jornalismo, os programas Literacia da Mídia e In the News, até lançamentos de livros. A agência também cobriu o V Seminário de Pesquisa em Comunicação Uninter, realizado de forma online, entre os dias 16 e 17 de julho.


Os trabalhos publicados passaram por um processo de avaliação e edição. O “Fala, Jornalista!”, um quadro em que jornalistas são entrevistados e contam suas experiências na carreira, além de darem dicas a estudantes, foi uma das tags mais visitadas. As entrevistas com grandes nomes do jornalismo chamaram bastante a atenção do público e tiveram cerca de 200 visualizações cada entrevista. O maior público do site, é no Brasil, mas também possui público nos Estados Unidos e países da Europa.


Redes Sociais

Instagram: O Instagram da agência é onde são divulgadas todas as matérias que saíram no próprio site, ou produções dos projetos de extensão. Cerca de 40% do seu público é de Curitiba, mas também há pessoas do Rio de Janeiro, São Paulo, entre outros. A faixa etária que mais acompanha o Instagram é de 25 a 34 anos, seguido de 18 a 24. Dos 300 seguidores, 61% são mulheres, e os outros 39%, homens.


No ano de 2020 foram feitas 128 postagens, sendo 96 com a “cara nova” do Mediação. No último ano o design passou por uma repaginada e adotou um design diferente para todas as postagens, que seguem uma ordem em prol da organização do feed.


Atualmente, as impressões estão em cerca de 1,8 mil por semana. O que significa que durante os 7 dias da semana, quase duas mil pessoas interagiram entre os posts e stories.


Facebook: A Agência Mediação não possui uma conta exclusiva no facebook, portanto, compartilha com a página do curso de jornalismo. A página Jornalismo Uninter possui pouco mais de 2,3 mil curtidas, e, além dos posts de divulgação do site da agência, lá também são publicadas notícias sobre o curso que são direcionadas aos estudantes.


Prêmios

Expocom: Foram 19 produtos de estudantes dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda da Uninter que estiveram entre os finalistas do Expocom Sul 2020. Dos 19, 6 trabalhos foram classificados em primeiro lugar. Do curso de Jornalismo foram 4 produtos finalistas sendo eles o Programa Brasil Repórter, Aplicativo de realidade aumentada do jornal Marco Zero, Programa Nosso Rock e o Blog Revista F. Já do curso de Publicidade e Propaganda os estudantes da Uninter levaram na categoria de Pesquisa Mercadológica e na de Produção Publicitária Audiovisual para TV e Cinema.


Confira a seguir o balanço de cada projeto:

Uninter Informa: O radiojornal que ocorria semanalmente e ao vivo, devido à pandemia, passou a ser produzido de forma remota e quinzenal. Ao todo foram produzidos 17 programas do Uninter Informa no ano de 2020, sendo um programa feito ao vivo no estúdio e os demais produzidos a distância.


Para a estudante Janaína Guimaraes, participar do Uninter Informa foi uma experiência maravilhosa. “Foi desafiador, já que ingressei no curso de jornalismo em 2020 e logo tivemos que enfrentar as restrições devido à Covid-19. Aprender como fazer os programas a distância causou um certo receio a princípio, mas ver os resultados depois dos programas prontos é uma satisfação imensa. Indico o Uninter Informa aos alunos que tenham interesse em participar de algum dos projetos de extensão”, conta.


Marco Zero: Fundado há cerca de uma década, o jornal-laboratório Marco Zero é uma publicação impressa que tem como proposta propiciar a união entre os ensinamentos teóricos desenvolvidos em sala de aula, com os aspectos práticos da atividade jornalística. No ano de 2020 o projeto contou com a participação de 5 estudantes que, juntamente com o professor responsável, Alexsandro Ribeiro, produziram conteúdos para as próximas edições. O aplicativo de realidade aumentada do Jornal Marco Zero foi finalista na categoria PT13 Comunicação e Inovação (avulso) no Expocol Sul.



Revista F: A revista laboratorial, divulgada virtualmente, teve duas edições postadas e contou com a participação de 1 aluna bolsista e 4 voluntários. O Blog da Revista F também foi finalista no Expocom Sul 2020 na categoria RT06 Blog (avulso), com a peça “Retratos da Matriz: histórias a partir de fotos legendas”.


Jennifer Eduarda, integrante do projeto da Revista F, conta como foi a criação e desenvolvimento das edições. “Foi desafiador. Pois, a Covid quase acabou com todos os nossos planos e só consigo pensar na gente indo para o Expocom Nacional e Sul (presencialmente), mas foi tudo pela internet dessa vez. As reuniões também foram pela internet, cada um da sua casa, mas acredito que isso não interferiu na nossa produção, só fez com que a gente se adaptasse um pouco. Fico muito feliz que, apesar de tudo, a gente conseguiu entregar tudo no prazo e ano passado tivemos duas edições publicadas”, comenta a estudante de Jornalismo.


A professora Marcia Boroski - que coordena o projeto, comenta como foram os trabalhos na Revista F. "Como a revista tem esse foco na fotografia foi uma grande dificuldade pensar na produção dessa imagem remotamente. Na verdade, demos preferência por algumas pautas para que a gente conseguisse produzir localmente as imagens, seja uma foto ilustração ou uma pauta que é ali próximo de onde eu já circulo”, complementa a professora.



Entreverbos: A revista digital do curso de Jornalismo destinada à produção de reportagens multimídia teve 6 materiais publicados no site da agência Mediação e contou com 5 voluntários que atuaram no projeto. Destinada à produção de reportagens multimídia, a webrevista apresenta seis editorias específicas (Cidadania, Cultura, Esportes, Comportamento, Ciência e Tecnologia, e Educação).



Teju: Explora reportagens de relevância social fortalecendo o senso crítico dos estudantes e estimulando a função social do jornalismo. O Teju é um Telejornal voltado para o aprendizado e treinamento prático de produção jornalística para televisão produzido em conjunto com a disciplina de telejornalismo. No ano de 2020 foi publicada uma edição especial do programa que foi produzida de forma remota abordando a situação do Coronavírus no Brasil e no mundo, além da vacinação e de como a doença mudou a vida das pessoas. O projeto contou com a participação de 7 voluntários no ano de 2020.


A estudante Nayara Rosolen, uma das integrantes do projeto no ano de 2020, relata a experiência: “Participar dos projetos é sempre muito enriquecedor. No ano passado, por toda a questão da pandemia, o desafio foi maior. Mas mesmo com a distância, a gente usou as tecnologias ao nosso favor para nos manter próximos e produzir o Teju, buscando transmitir informações de qualidade”, comenta ela.


Para a professora Karine Vieira, que coordena o projeto, "a experiência com o Teju em 2020 foi bem desafiadora porque a gente estava num processo e com um planejamento de coberturas, de matérias no presencial e teve toda essa mudança em função da pandemia. Então, no início foi um desafio muito grande e a gente levou isso ao longo de todo o ano, ele também se mostrou algo muito positivo, porque o resultado do Teju da edição do ano passado foi muito bom”, conta ela.