top of page

Estátua homenageia a primeira engenheira negra do Brasil



A engenheira e professora Enedina Alves Marques marcou a história brasileira. Em 1945, ela se formou no curso de engenharia no Paraná e seu pioneirismo chama atenção. Ela foi a primeira mulher a se formar em engenharia no estado e a primeira engenheira negra do Brasil.


O direito das mulheres cursarem uma faculdade no Brasil chegou em 1879. Mas, somente a partir de 1945, por meio da Carta das Nações Unidas, a igualdade de direitos entre homens e mulheres foi reconhecida.


A curitibana, filha de empregada doméstica, desafiou uma sociedade que restringia o acesso das mulheres à educação. Seu feito foi eternizado com a construção de uma estátua em sua homenagem, inaugurada no início de 2024, em frente ao prédio Garcez, no centro de Curitiba.


Essa história foi contada em uma reportagem em vídeo produzida pelos alunos do curso de Jornalismo e estagiários do Mediação, Maria Luiza Nogueira e Matheus Fabro. O material é um piloto para a parceria entre a TV Cultura e a Uninter.


A matéria foi exibida durante o evento promovido em comemoração ao Dia dos Jornalistas, promovido pelo curso de Jornalismo da Uninter com transmissão ao vivo pelo canal do Grupo Uninter no YouTube.


Durante o evento, esteve presente a jornalista e apresentadora do Jornal da Tarde da TV Cultura, Joyce Ribeiro, contando um pouco de sua experiência no meio jornalístico.


"Fico feliz de saber da aproximação da Uninter e a TV Cultura e do fortalecimento referente a importância da educação no estudo de jornalismo e esse direcionamento fundamental que essa parceria ira produzir", pontuou a jornalista.




8 visualizações

Comments


bottom of page