top of page

Espetáculo teatral revela as experiências intimas de atores PCDs


O público do Teatro Zé Maria foi presenteado com uma experiência emocionante e esclarecedora com o espetáculo “Meu Corpo Ainda Está Aqui”, apresentada nos dias 30 e 31 de março.


Baseada nas vivências pessoais de Bruno Ramos, Haonê Thinar, Juliana Caldas e Pedro Fernandes, atores e atrizes com deficiência, a peça mergulhou de forma corajosa e franca nos temas dos relacionamentos, corpos e desejos desses indivíduos. Sob a direção de Julia Spadaccini e Clara Kutner, o espetáculo trouxe à cena uma mistura cativante de depoimentos ficcionalizados e relatos reais, explorando o intrincado jogo entre as pulsões e os obstáculos enfrentados pelas pessoas com deficiência (PCDs) em suas jornadas de afeto e sexualidade..


A plateia foi envolvida em uma experiência marcada por aplausos, risadas e uma interação envolvente entre os atores e o público. Além de proporcionar momentos de entretenimento, a peça teve um papel educativo, oferecendo ideias valiosos sobre as experiências das pessoas PCDs.


Depoimentos do público ressaltaram a importância da peça para desmistificar estereótipos e promover uma maior compreensão e empatia em relação às questões de deficiência e sexualidade. Com sua honestidade e poderosa presença de palco, o elenco conquistou o coração do público, abrindo caminho para conversas mais inclusivas e reflexivas sobre diversidade e aceitação. “Meu Corpo Ainda Está Aqui” provou ser muito mais do que um simples espetáculo: foi uma jornada de autodescoberta e conexão humana que ressoou profundamente com todo o público.



Uninter é uma das patrocinadoras da 32ª edição do Festival de Teatro, e a Central de Notícias Uninter (CNU), em parceria com a Agência Mediação, realizará a cobertura do evento com a participação dos alunos do curso de Jornalismo. Conheça a ação e saiba mais pelo link.

29 visualizações

Comments


bottom of page