Banda Klitóris destaca a importância do setor cultural na sociedade



A pandemia da Covid-19 trouxe prejuízo para atividades de diversos setores. No cenário musical não foi diferente. A banda Klitóris foi ao programa Nosso Rock, no último dia 08 de dezembro para falar sobre como o setor lidou com a pandemia, como foi a adaptação no isolamento social e também sobre a importância da valorização da arte.


Fundada em 2002, a banda é formada por Thiago Star na guitarra e backing vocal, William Monster na voz e baixo e Cris Bam na bateria. Segundo o vocalista William Monster, o cenário undergroud já não era fácil antes da pandemia, mas com ela, foram necessárias ainda mais adaptações. ''A gente não vive só de música, a música para nós tá na veia em todos esses anos, mas a gente tem nossas outras profissões que fazem pagar os boletos, porque a música no cenário independente underground, mal dá para pagar os equipamentos''. William também comenta como amigos tiveram que mudar sua atuação durante o período. ''Tem amigos nossos que vivem de música que tiveram que se reinventar. Começaram a trabalhar com estúdio, ou produção de lives. Não é fácil''.


Além disso, o guitarrista Thiago Star destacou a importância da cultura no período de isolamento. ''Os músicos, produtores de evento foram os que mais se prejudicaram, porém quando todo mundo tinha que ficar em casa, eram os músicos quem faziam as lives, levando o entretenimento para a galera que tinha que ficar em casa. Por isso eu faço até um apelo para as pessoas valorizarem um pouco mais o artista, a arte em geral'', pede Thiago.


O vocalista da banda também reforçou que o setor ainda está longe do ideal e que gostaria que houvesse políticas públicas para valorizar o trabalho dos artistas. ''A gente precisava de mais apoio. A gente gostaria de fazer só isso, nos dedicar integralmente para a arte, mas a gente sabe que ainda é um setor muito esquecido pelos nossos governantes'', fala William.


Para conferir o programa, acesse a página do Nosso Rock no Facebook, Rádio Uninter ou também no Youtube.


Crédito da foto: print da transmissão.

21 visualizações