top of page

Aumento de casos de sarampo preocupam médicos e cientistas


Até 2016, sarampo era considerado uma doença erradicada no Brasil. No entanto, esse cenário mudou, como aponta a reportagem de autoria de Camila Sehn para a coluna Foca no Jornalismo.


O problema está ligado diretamente à redução de vacinação de crianças. Em 2015, o índice de vacinação contra sarampo era de 96%. Já no ano passado, apenas 47% das crianças com idade entre 6 meses a 5 anos incompletos receberam a vacina.


Nas redes sociais, é possível encontrar posts que questionam a vacinação, sobretudo por grupos antivacinas, que reforçam consequência absurdas da vacinação como alterações de DNA, implantação de chips, aumento da ocorrência de autismo, além de supostamente provocar câncer e abortos e de serem ineficazes.


No Brasil, a população tem acesso gratuito a todas as vacinas recomendadas pela OMS por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Em todo o mundo, o sarampo continua sendo uma das principais causas de morte entre crianças pequenas.


Parceria

''Foca no Jornalismo'' é resultante de uma parceria entre o curso de Jornalismo da Uninter e o jornal Plural. Os estudantes do curso podem participar por meio de projetos de extensão orientados pelos professores e ter seu material publicado pelo site.

25 visualizações

Comments


bottom of page