top of page

“A Migração Silenciosa” traz a força do silêncio nas entrelinhas

Atualizado: 24 de jul. de 2023

Autor: Mauricio Geronasso - especial para Mediação/CNU

Dirigido pela cineasta sul-coreana Malene Choi, “A Migração Silenciosa” é um filme que mergulha nas complexidades da identidade, pertencimento e busca pelas raízes de Carl (Cornelius Won), um jovem de origem sul-coreana, que cresceu em uma comunidade nórdica. Com base em sua própria experiência de adoção e crescimento na Dinamarca, Choi nos conduz por uma narrativa íntima e envolvente que convida a explorar o poder e a complexidade do silêncio.


O que torna a narrativa tão poderosa é a maneira como Choi dá voz aos personagens silenciosos, que muitas vezes são deixados à margem da sociedade. Ela explora as lutas internas desses indivíduos, seus conflitos pessoais e a sensação constante de pertencimento. O filme captura a solidão e a saudade que acompanham a busca por uma nova identidade em uma terra estrangeira.


“É muito interessante como a diretora aborda o deslocamento dessas pessoas que são totalmente de fora de uma comunidade, mas ao mesmo tempo convivem naquela comunidade dinamarquesa. São questões culturais e até muitas vezes inexplicáveis, que as fazem se sentir extremamente deslocadas daquele ambiente. A gente olha o filme e vê essa relação. O personagem principal se sente deslocado até com os próprios pais”, relata Antonio Gonçalves Jr, co-fundador do festival de cinema.


A fotografia cuidadosamente composta e a direção de arte meticulosa ajudam a criar uma atmosfera íntima e sensorial, onde cada cena é carregada de significado. O uso do silêncio como uma ferramenta narrativa poderosa nos permite sentir o isolamento, a saudade e a esperança que permeiam a jornada do jovem sul-coreano, estabelecendo uma conexão visceral com suas experiências.


Ela nos lembra que, por trás dos números e estatísticas, existem pessoas reais, com histórias profundas e um desejo universal de encontrar um lugar ao qual pertencer.


Desde sua estreia com “InshAllah”, que recebeu reconhecimento internacional no Hot Docs Festival em 2006, até seu longa-metragem “The Return”, que foi aclamado no Festival de Cinema de Göteborg em 2018, Malene Choi tem se estabelecido como uma cineasta talentosa e provocativa, cujo trabalho desafia convenções e nos convida a explorar as complexidades da experiência humana.


“A Migração Silenciosa” é um lembrete de que as histórias que não são ouvidas merecem ser contadas, e que nossa capacidade de escutar e compreender é o que verdadeiramente une as pessoas em um mundo diverso e complexo. Compartilhamos o desejo de encontrar um lugar onde possamos ser verdadeiramente nós mesmos.


O filme fez parte da programação do Olhar de Cinema, festival que conta com o patrocínio da Uninter e que contou com a cobertura da Central de Notícias Uninter (CNU).


Ficha técnica:

· The Quiet Migration (A Migração Silenciosa)

· Direção: Malene Choi

· Produção: Maria Møller Kjeldgaard

· Elenco: Cornelius Won, Riedel-Clausen, Bjarne Henriksen, Bodil Jørgensen

· Direção de Fotografia: Louise McLaughlin

· Montagem: Malene Choi, Sofie Steenberger

3 visualizações

コメント


bottom of page