Censura e violência aos jornalistas não é um caso isolado do Brasil, afirma Carlos Lauría


Carlos Lauría, jornalista argentino da Open Society Foundations e ex-coordenador do Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) comentou sobre a censura e violência contra jornalistas brasileiros. Porém, alertou que “o que ocorre no Brasil, não é exclusivo do seu pais”. As declarações foram dadas no programa Contra-Informação, produzido pelo professores do curso de jornalismo da Uninter Guilherme Carvalho e Mauri König, e transmitido pelo Youtube.

“Estamos falando de um problema que afeta o direito humano básico a cidadania, a expressão de liberdade, de ter a informação e de tomar a decisão sobre a sua vida”, disse Lauría. Para ele, o momento atual exige como nunca, "uma rapidez por informação confiável".

A consolidação do jornalismo independente seria uma importante alternativa para garantir maior pluralidade de opiniões e acesso à informação, defendeu. Outra possibilidade é quanto ao financiamento público de órgãos de imprensa. "Para que isso possa funcionar, é necessário uma autoridade que seja legítima em termos técnicos e independente do partido e seja como um organismo absolutamente com autonomia e independência para tomar decisões baseadas em critérios objetivos e técnicos".

O programa Contra-Informação acontece quinzenalmente, 13h30, ao vivo, pelo canal do Jornalismo Uninter.

6 visualizações

Este site foi criado em 2017 pelo curso de Bacharelado em Jornalismo do Centro Universitário Internacional.

A reprodução integral ou de parte do conteúdo é permitida desde que citada a fonte, incluindo o nome do autor e do site.

Política de privacidade