Como as redes sociais impulsionam o protagonismo feminino

14/04/2020

 

A internet mudou profundamente as formas de relacionamento e de representatividade na sociedade. Uma destas mudanças está no perfil da mulher, que passou a assumir uma postura mais ativa nas redes sociais. Mais que um mero ambiente para a busca de informações, a internet passou a ser também um espaço de defesa dos direitos e protagonismo das mulheres.

 

Iniciativas geradas por esse protagonismo é o grupo “Clube da Alice”, ancorado na plataforma Facebook, e o movimento internacional Marcha Mundial das Mulheres. Nos dois casos, os canais digitais amplificam e fazem valer a voz das mulheres, atingindo um público maior.

 

Além dos movimentos de empoderamento feminino e das pautas identitárias, outro fenômeno reforçado pela tecnologia é o movimento Body Positive (corpo positivo). Nele, as redes sociais são grandes aliadas desse movimento onde encontramos inúmeros exemplos e perfil nas redes que falam sobre o body positive. Confira mais na matéria produzida pela estudante Amanda Zanluca para a EntreVerbos.

 

Foto: Pixabay

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Radioweb Uninter
00:00 / 00:00

Este site foi criado em 2017 pelo curso de Bacharelado em Jornalismo do Centro Universitário Internacional.

A reprodução integral ou de parte do conteúdo é permitida desde que citada a fonte, incluindo o nome do autor e do site.

Política de privacidade