• Sabrina Fernandes

Feira multicultural é atração em Campo Grande


A Feirona de Campo Grande oferece comidas típicas da culinária japonesa. A feira de tema oriental conta com apresentações artísticas, venda de artesanato e lazer para a família. A feira também é multicultural, com exibição de arte indígena, negociantes e clientes paraguaios e bolivianos.

A Feira Central foi fundada em 1925, funcionando apenas uma vez na semana, no centro da cidade. Há 25 anos, foi transferida para uma antiga estação ferroviária desativada, trazendo mais comodidade e espaço para clientes e comerciantes.

O local conta com um palco para apresentações musicais, barraquinhas com comidas típicas, estátuas, músicos espalhados pela estação e também muita arte e cultura. O caricaturista Paulo Costa, que trabalha na feira há 14 anos é um desses exemplos. O artista desenha em poucos minutos os seus clientes e encanta com seus traços.

Confira mais no ComunicArte produzido pelo estudante de jornalismo Leandro Alencar.

10 visualizações

Este site foi criado em 2017 pelo curso de Bacharelado em Jornalismo do Centro Universitário Internacional.

A reprodução integral ou de parte do conteúdo é permitida desde que citada a fonte, incluindo o nome do autor e do site.

Política de privacidade