Doação de órgãos: Brasil é referência, mas ainda há problemas


(Crédito: Pixabay)

No Brasil, cerca de 90% dos transplantes feitos todos os anos são realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Porém há situações e problemas que dificultam no processo de agilidade destes transplantes. Entre as adversidades estão a fragilidade dos aparelhos, a não autorização familiar e a desinformação. O tempo de espera é de aproximadamente 3 anos.

Reportagem de: Leticia Carstenzen

Veja essa e outras reportagens na revista EntreVerbos

Este site foi criado em 2017 pelo curso de Bacharelado em Jornalismo do Centro Universitário Internacional.

A reprodução integral ou de parte do conteúdo é permitida desde que citada a fonte, incluindo o nome do autor e do site.

Política de privacidade