• Equipe Mediação

“Chão” exibe a luta diária pela reforma agrária


Integrantes do MST prestigiaram a exibição do documentário "Chão" junta da diretora Camila Freitas (de casaco azul e vestido vermelho). Crédito: Clarissa Foerster

Exibido nesse domingo (09/06) e participante da mostra competitiva, o documentário Chão (direção de Camila Freitas) acompanha o dia a dia de Vó e PC (personagens que foram apresentados no início da exibição) e mais 600 acampados da ocupação da usina de cana em Santa Helena (GO). Além disso, mostra e acompanha a luta cotidiana nos tribunais em busca da reforma agrária, uma das principais reivindicações dos sem terra.

“Eu queria ver o que não se vê”, disse a diretora Camila Freitas, cuja direção demonstrou sensibilidade ao retratar o cotidiano dos acampamentos e dos atos de protesto realizados pelo movimento frente à Fazenda Santa Helena, área que possui a Usina de Santa Helena que é devedora de R$ 1 bilhão à União. O documentário lotou a sala de exibição com espectadores curiosos e participantes do MST, que, orgulhosos, foram prestigiar o trabalho feito a partir de suas lutas.


Tarcísio Leopoldo, membro ativo do MST, ressalta a importância do filme para a imagem dos Sem Terra. “O MST não tem controle sob sua imagem porque os grandes meios de comunicação não estão nas mãos do povo. Os grandes donos dos meios de comunicação trabalham com o interesse da grande elite, do sistema financeiro internacional, do interesse de uma pequena classe, que é a classe dominante de elite. A imagem que eles vão passar do MST é a imagem do interesse deles. É muito importante ter um documentário como o Chão, assim como outros documentários já produzidos sobre, chegando nas salas de cinema para que a sociedade possa assistir, porque é a partir disso que as pessoas vão começar a se perguntar e questionar algumas coisas que a mídia falou. Como, por exemplo, o histórico de capas da Veja em torno da imagem do MST. É mostrada uma outra realidade, a realidade de dentro dos acampamentos, dos assentamentos, das cooperativas, das escolas’’, explica Tarcísio Leopoldo.


O documentário Chão terá mais uma exibição na terça (11/06), no Espaço Itaú, e 12/06, no Cineplex Batel (sessão com acessibilidade). O filme está concorrendo pela Mostra Competitiva, a qual o público pode ajudar a decidir sua nota.


Texto e foto por: Clarissa Casagrande

23 visualizações
Please reload

Radioweb Uninter
00:00 / 00:00

Este site foi criado em 2017 pelo curso de Bacharelado em Jornalismo do Centro Universitário Internacional.

A reprodução integral ou de parte do conteúdo é permitida desde que citada a fonte, incluindo o nome do autor e do site.

Política de privacidade